Guia da Chapada Diamantina
Home Como Chegar Contato Anuncie conosco
menu

www.guiadachapadadiamantina.com.br

Natureza

POÇO AZUL

Uma caverna inundada por águas cristalinas e azuladas só poderia ganhar o nome de Poço Azul. A profundidade chega a 16 metros e é permitido flutuar em alguns trechos - apesar da profundidade, dá para observar as formações rochosas incríveis debaixo da água transparente. Vá no início da tarde, quando a incidência do sol deixa as águas ainda mais azuis - entre fevereiro e outubro, a luz é ainda mais bonita. 

O poço fica fora da área do Parque Nacional e é cobrado ingresso. O passeio e a flutuação são acompanhados por guias.
  • Há aluguel de colete salva-vidas, máscara e snorkel
  • Acesso pela estrada para Itaetê, Km 47 - Andaraí
  • (75) 3345-2156

CACHOEIRÃO

O nome vem das várias quedas que brotam de um paredão em meia-lua, formando uma verdadeira cortina d'água. A trilha exige seis horas de caminhada com grau médio de dificuldade. O acesso é pela estrada de terra que leva à Guiné. É uma das atrações da travessia do Vale do Pati.

 

MARIMBUS

Considerado o pantanal do semiárido baiano, suas águas calmas formam labirintos entre vitórias-régias e samambaias-d'água, exploradas em passeios de canoas havaianas ou caiaques. Para os mais aventureiros, também existe a possibilidade de praticar stand up (SUP). As aguas mornas, perfeitas para banhos, atraem ainda peixes, borboletas e aves. 
 
São duas opções: saindo de Lençóis ou de Andaraí. O passeio pode ser combinado com a cachoeira do Roncador, com hidros naturais. 
 
 
CHACHOEIRA DA FUMAÇA
 
A segunda cachoeira mais alta do Brasil, com 340 metros, é uma das principais atrações da Chapada. A maneira "mais fácil" de vislumbrar a água que jorra de um buraco no paredão é de cima, arrastando-se até a beira do precipício. Para chegar lá é preciso caminhar duas horas (6 km). Quem pretende apreciar a queda por baixo deve se preparar - partindo de Lençóis, são três dias de caminhada em meio às serras.
 
 
MORRO DO PAI INÁCIO
A 1.120 metros de altitude, o morro do Pai Inácio descortina a mais bela vista panorâmica da Chapada. São 360 graus de paisagem de tirar o fôlego, ainda mais ao pôr do sol. Uma subida íngreme de 300 metros - que já descortina cenários fantásticos -, vencida em vinte minutos, leva ao topo do cartão-postal, que fica na cidade de Palmeiras, a 22 quilômetros do centro de Lençóis. Impossível não se sentir em paz em meio ao silêncio, ao vento e ao visual, contornado por imensas formações rochosas.
  •  Acesso pela BR-242 (sentido Seabra)

ÁGUAS CLARAS

A pequena cachoeira forma uma deliciosa piscina de águas clarinhas. São 12 quilômetros de caminhada (ida e volta), sendo o trecho no entorno do Morrão um dos mais belos por conta dos jardins naturais repletos de sempre-vivas. A trilha é completamente aberta, com pouquíssimas sombras: não economize no filtro solar. Levar lanche também é imprescindível, uma vez que não há nenhuma birosca ao longo do caminho.   

 RIACHINHO

A cachoeira de 12 metros fica a 5 km da vila, na direção de Palmeiras. Por lá, as dicas são tomar sol nas pedras e curtir a piscina naturalmente represada. O acesso é por trilha calçada e de fácil acesso. O atrativo integra a unidade de conservação Parque Natural Municipal do Riachinho.

CACHOEIRA DA FUMACINHA

Chegar à Fumacinha, considerada uma das mais belas quedas da região, exige preparo físico. São quatro horas de caminhada pesada, atravessando cânions, lagos e cachoeiras. Os que completam o percurso são premiados com o visual estonteante da cachoeira de cem metros de altura. A cachoeira fica em Ibicoara, a 93 quilômetros de Mucugê.

CACHOEIRA DO BURACÃO

A caminhada fácil passa por belos cenários como Rio Manso, "Espalhado" - conjunto de pequenos poços formados pelo rio -, Buracãozinho (piscina em meio a um cânion) e cachoeiras das Orquídeas e do Recanto Verde. 

Cerca de uma hora depois, chega-se a um cânion de três metros de largura e 90 de altura (por onde corre um rio de águas escuras), que leva ao Buracão. Nesse ponto, há duas opções: colocar um colete salva-vidas e nadar (mais segura) ou atravessar uma pinguela em meio aos paredões, além de caminhar agarrado às pedras (deixe essa tarefa para o guia, que levará sua máquina fotográfica com segurança).

Quem enfrenta os desafios é recompensando com uma grande aventura - nadar próxima à queda, de 85 metros, e até entrar atrás da cortina de água, dependendo do volume. No caminho de volta, dois mirantes naturais descortinam a queda e o "buracão" de cima - a vontade é de voltar e sentir a emoção toda de novo!

A cachoeira fica em Ibicoara, a 93 quilômetros de Mucugê. Dica: deixe o Buracão para o fim da viagem. É dificil outra atração superar tanta beleza e aventura! 

GRUTA TORRINHA

A mais interessante gruta da Chapada é tomada por ornamentações, como as agulhas de gipsita, com 60 centímetros de comprimento; e as raras flores de aragonita, que parecem de vidro. As visitas guiadas duram entre uma hora e duas horas e meia e, em alguns trechos, é preciso andar agachado.

GRUTA DA LAPA DOCE

Considerada a terceira maior gruta do país, Lapa Doce possui 17 quilômetros mapeados, sendo que 850 metros estão abertos para visita. Nesse espaço, repleto de salões amplos, avista-se uma infinidade de estalactites, estalagmites, cortinas e outras belíssimas formações. Algumas foram batizadas com nomes sugestivos como Presépio, Lustre, Anjo, Leão & Sapo... Todo o percurso é acompanhado obrigatoriamente por um guia, munido de lampião e lanterna. 
A trilha até a Lapa Doce é fácil e bonita. O caminho é marcado pela vegetação de caatinga - pés de umbu e de outras frutas típicas enfeitam a paisagem e atraem os mocós (espécie de esquilo). A entrada da gruta é a partir de uma bela dolina (um paredão de rochas calcárias) e a descida até o interior é de 70 metros. O passeio dura 1h30 e um dos pontos altos é quando o condutor apaga o lampião para os visitante sentirem o silêncio e a escuridão por alguns minutos. De arrepiar! 
Atenção: vá de tênis - não é permitido o acesso calçando chinelos.

  •  (75) 3625-1084

 GRUTA DA PRATINHA E GRUTA AZUL

Localizada dentro da Fazenda Pratinha - hoje, um balneário - a gruta é inundada por águas azuis transparentes. Mais do que apreciar o cenário em terra firme, vale fazer uma flutuação na parte interna da Pratinha - basta alugar colete, máscara, snorkel e lanterna e seguir o guia, que vai na frente do grupo em um bote inflável, mostrando o caminho pelo túnel escuro. Lá dentro, peixes e formações rochosas são avistados com o auxílio das lanternas.  Mas o melhor ainda está por vir: na saída da gruta, já com luz natural, milhares de peixinhos dão os parabéns aos corajosos em meio à rica vegetação aquática. 

A gruta termina em um imenso lago de águas azuis, que mais parece uma praia. Por ali, a pedida é fazer uma tirolesa de 85 metros, a 12 metros de altura; nadar e andar de caiaque. 

Na mesma propriedade fica a Gruta Azul um lago translúcido que ganha tons azulados entre 14h e 15h (de abril a setembro), quando um feixe de sol invade uma abertura na rocha. A refração permite visualizar o fundo da caverna, que chega a 70 metros. Por conta da profundidade, é fechada para mergulho e flutuação.

  •  (75) 3625-0879

GRUTA DA FUMACINHA

Liberada para visitação há pouco tempo, é repleta de estalactites e estalagmites diferenciadas, que mais parecem gotas caindo do teto. Estreita, abafada e com pequenos salões, não é indicada para quem sofre de claustrofobia ou tem dificuldade de locomoção. Apesar do calor e dos tropeços nos degraus irregulares, vale a visita!
Atenção: vá de tênis - não é permitido o acesso calçando chinelos

POÇO ENCANTADO

O poço fica escondido no fundo de uma caverna e é acessível com o auxílio de cordas improvisadas. As águas cristalinas e azuladas formam um espelho com 110 metros de comprimento e 70 metros de largura. Não é permitido nadar no poço. Entre abril e setembro, os raios do sol incidem diretamente no poço entre 10h e 13h30 - programe-se! 

CACHOEIRA ENCANTADA

Com 230 metros de altura, três magníficas quedas d´água e 7km de cânion, a cachoeira é uma nova e bela descoberta na Chapada. O acesso pode ser de duas formas: por baixo e por cima, com a possibilidade de dormir no local. Nas duas opções, avistam-se cânions de até 400 m, animais silvestres e pinturas rupestres.

CACHOEIRA INVERNADA

Com uma queda d’ água de 60 metros de altura, tem atrações desde a trilha de acesso: pinturas rupestres.


Warning: Unknown: write failed: No space left on device (28) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/var/lib/php-cgi/session) in Unknown on line 0